Fechar
Oferta!

O Evangelho digno de toda aceitação + Andrew Fuller – Uma Biografia + Cartas de um pregador

R$76,70 R$49,90

SOBRE “O EVANGELHO DIGNO DE TODA ACEITAÇÃO”

Dou as boas-vindas à publicação em língua portuguesa de uma das mais importantes obras de um teólogo batista reformado na história. Em O evangelho digno de toda aceitação, Andrew Fuller (1754-1815) expõe, como um teólogo-pastor, aquela cadeia de verdades cristãs evangélicas conhecida como “doutrinas da graça”. Desejo que, pela leitura desta primorosa obra, muitos sejam encorajados a guardar e proclamar o antigo evangelho de Jesus e de seus apóstolos no poder do Espírito.”

Paulo Valle, pastor da Igreja Batista do Redentor e professor do Seminário Martin Bucer.

SOBRE “ANDREW FULLER – UMA BIOGRAFIA”

Embora nunca tenha ido para o exterior, Andrew Fuller foi um incentivador zeloso da realização de missões mundiais, ao influenciar um incontável número de missionários, como, por exemplo, William Carey, e defender a importância da sã doutrina para a perseverança e a proficuidade do evangelismo mundial. Nesta breve biografia, John Piper põe em foco a vida e a teologia inspiradoras de Fuller, chamando todos os cristãos para conhecer, guardar e divulgar o verdadeiro evangelho — até as regiões mais remotas da terra.
“O impacto de Andrew Fuller na história, no momento em que Jesus retornar, será, de longe, muito maior e mais extraordinário do que é agora.” — JOHN PIPER
SOBRE “CARTAS DE UM PREGADOR”
Fuller, na forma de respostas em cartas curtas, (1) abordará com singela profundidade a arte da exposição das Escrituras (i.e., declarar todo o conselho de Deus, uma vez que o pregador bebeu da essência dos textos dos autores bíblicos), (2) declarará com maestria qual é o assunto principal dos sermões (i.e., o evangelho da cruz de Cristo; e como esse tema deve ser praticado nos sermões); (3) ensinará com esmero sobre a composição dos tópicos e (4) do texto do sermão; (5) fará com a devida propriedade um alerta para que não se abuse de alegorias na pregação (fenômeno que ainda hoje está impregnado no meio evangélico, revestido de uma desgraçada aparência de profundidade piedosa por parte do pregador); e (6) deixará claro como o sol do meio-dia que o que se deve pregar é Cristo. — Leandro Peixoto
SKU: 0008 Categoria: ID do produto: 2655

Descrição

SOBRE “O EVANGELHO DIGNO DE TODA ACEITAÇÃO”

Um dos mais notáveis batistas ingleses, Andrew Fuller, entendia que a doutrina da soberania de Deus não anula a responsabilidade humana. Para ele, o evangelho é uma oferta a todos os homens, sendo dever dos cristãos pregar a toda criatura. Fuller e seus amigos, entre eles William Carey, organizaram, em 1792, a primeira sociedade missionária batista da história, da qual ele foi nomeado primeiro secretário.

Herdeiro da tradição reformada, Fuller entendia que os discípulos de Cristo são salvos pela soberana graça e, também, responsáveis pela pregação do evangelho. A resposta que homens e mulheres darão ao ouvirem a mensagem da cruz é uma responsabilidade pessoal. O evangelho é digno de toda aceitação e cada um prestará contas a Deus.

Este livro, escrito há mais de duzentos anos, é uma santa exortação e um grande encorajamento ao povo de Deus. Nas palavras de Fuller, “o evangelho é um banquete, oferecido gratuitamente; e os pecadores da humanidade são livremente convidados a participar dele. Quem vem a Cristo deve crer no testemunho do evangelho, no sentido de que ele é o Filho de Deus e o Salvador dos pecadores; o único nome dado sob o céu e entre os homens por meio do qual podemos ser salvos; também deve crer na promessa do evangelho de que concederá a salvação eterna a todos os que lhe obedecem; e, sob a influência dessa convicção, vem a ele, compromete-se com ele ou confia na salvação de sua alma, depositando-a em suas mãos”. 

SOBRE “ANDREW FULLER – UMA BIOGRAFIA”

Apesar desses brilhantes tributos a Fuller como teólogo, no século 20 ele foi amplamente esquecido. Houve apenas duas biografias de Fuller durante todo esse período: uma de Gilbert Laws e outra de Arthur H. Kirkby. Nenhuma das duas foi um estudo de relevo, e a de Kirkby foi apenas um  livreto. Com o advento do presente século, porém, houve um verdadeiro renascimento do interesse acadêmico e popular por Fuller e sua abordagem teológica. E, nesse renascimento, este ensaio do Dr. John Piper fornece aos interessados em Fuller uma perspectiva única. Estudioso do Novo Testamento por formação, Piper dedicou a maior parte de seu ministério à exposição regular das Escrituras no contexto da igreja local. Ele tem interesse permanente na história da igreja, tendo sido exposto, em uma etapa inicial de sua caminhada com Deus, às riquezas dos escritos de Jonathan Edwards, teólogo que também moldou profundamente Fuller, e às obras de C. S. Lewis. E, por muitos anos, na Conferência Anual para Pastores do Ministério Desiring God, que ocorre durante o inverno, Piper oferecia um artigo abordando uma figura importante da história da igreja. Fiquei fascinado ao saber que, em 2007, ele decidiu falar sobre Fuller. E, como o estudo a seguir revela, Piper claramente considera Fuller um “divisor de águas” significativo na história do povo de Deus.

— Michael A. G. HaykinProfessor de História da Igreja e Espiritualidade Bíblica, Seminário Teológico Batista do Sul; Diretor do Centro Andrew Fuller para Estudos Batistas

SOBRE “CARTAS DE UM PREGADOR”

Andrew Fuller foi um teólogo e ministro batista incansável e com qualidades que fazem dele uma das figuras mais importantes na história batista. Embora pouco conhecido no Brasil, Fuller foi um instrumento para promover o evangelho da graça e exerceu grande influência nos seus dias. Ainda hoje, há muitas e preciosas lições que podemos aprender com ele.

Cartas de um Pregador é a edição de uma série de cartas que Fuller escreveu a um amigo que havia pedido instruções quanto ao ministério da pregação. Herdeiro da tradição reformada, Fuller estava convencido que um púlpito forte é uma grande bênção para a vida da igreja. Suas cartas revelam o valor que atribuía a pregação, razão pela qual ele exorta os ministros a pregar com fidelidade a Palavra de Deus. Para Fuller o evangelho de Jesus Cristo deve ser o assunto central dos sermões de um pastor. As cartas contem várias orientações práticas e de caráter pastoral. Sua intenção é exortar e encorajar o pregador quanto a responsabilidade de pregar com fidelidade e excelência, como bom despenseiro do evangelho da graça.

“O trabalho no qual você se empenha é de grande importância. Declarar todo o conselho de Deus de uma forma que salve a si mesmo e também aqueles que o ouvem — ou, caso não sejam salvos, para que você esteja limpo de seu sangue — não é uma tarefa pequena. O caráter da pregação em uma época contribui, mais do que qualquer outra coisa, para a construção do caráter dos cristãos dessa época. Portanto, uma confiança grande e solene repousa em nós — confiança da qual devemos prestar contas em breve”. — Andrew Fuller

Informação adicional

Peso 0.460 kg
Dimensões 21 × 14 × 4 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.